terça-feira, 25 de junho de 2013

Pé-de-moleque é um doce bem brasileirinho


Ele começou a ser feito depois que Martim Afonso de Souza trouxe a cana de açúcar para a Capitania de São Vicente, assim como a grande maioria dos quitutes da doçaria da colônia.

A origem do nome do doce, que é bem original, tem duas histórias. A primeira conta que o nome é devido ao aspecto do quitute que parecia o pé dos meninos que andavam descalços.
Outra, mais divertida, é que a garotada roubava os doces dos tabuleiros e as baianas gritavam: — não precisa roubar, pede moleque!

Ingredientes :
- 3 xícaras (chá) de açúcar
- 500 g de amendoim cru
- 1 xícara (chá) de mel
- 3 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
- 1 colher (chá) de bicarbonato dissolvida em 1 colher (sopa) de água
- 1 ½ colher (chá) de baunilha


Preparo:
Em uma panela , misture todos os ingredientes, menos o bicarbonato e a baunilha. Leve ao fogo e mexa até levantar fervura. Após levantar fervura, deixe ferver sem mexer, até que fique dourado. Retire a panela do fogo, junte o bicarbonato e a baunilha, misture bem. Quando não houver mais bolhas na mistura, despeje a receita em uma fôrma retangular.
Deixe esfriar um pouco e corte em quadradinhos.

Rendimento: 25 pedaços

fonte: Boa mesa
foto: reprodução

0 comentários:

Postar um comentário