terça-feira, 30 de julho de 2013

Alimentos que auxiliam na hora do sono.



Optar pelo leite tipo desnatado é a melhor pedida, já que a gordura do leite integral também acaba prejudicando o descanso noturno. Você pode até não se dar conta, mas a canseira sem fim que predomina durante o dia tem muito a ver com um sono entrecortado.

Além da indisposição, estudos comprovam que noites mal dormidas são o passaporte para a obesidade e o nervosismo.
A esta altura você deve estar se perguntando: o que devo comer no jantar para o meu cardápio não ficar monótono e ainda por cima garantir boas horas na cama?

Vai aqui algumas sugestões de menus saborosos para essa refeição:
Espaguete com filé de frango (sim, a proteína das aves está liberada), cenoura, amendoim e broto de feijão ou, ainda, penne com brócolis, pesto, tomate seco e cubos de queijo magro. Ou, ainda, um belo risoto de grãos, com peixe (outra fonte de proteína permitida) e salada.
Tudo para você fazer as pazes com o travesseiro. E para sempre. Quanto melhor a qualidade do sono, mais equilibrados ficam os hormônios responsáveis pela sensação de fome. Dormir bem, portanto, faz a obesidade passar longe.

Depois de uma noite bem-dormida, o sistema imunológico funciona a todo vapor, afastando resfriados e outras doenças. Mais um ótimo motivo para evitar exageros — e carne vermelha em excesso— no jantar.

O que comer no jantar para dormir bem? 
Carboidratos favorecem o sono mas, como liberam glicose rapidamente, é bom controlar o consumo. Os alimentos com alto índice glicêmico são os que mais aceleram a produção de neurotransmissores bons de briga contra a insônia. Batata e macarrão são exemplos desse grupo. Embora sejam bem-vindos no jantar — sem exageros! — ao longo do dia prefira pratos de baixo índice, caso do feijão, da batata-doce e dos cereais integrais. É que eles regulam a glicemia e afastam danos como o diabete do tipo 2. Lembrando também que álcool e sono não combinam.

fonte:Saúde é Vital
fotos: reproduções


0 comentários:

Postar um comentário